Se ainda não sabe do que se trata quando falamos em Certificados Energéticos (CE), vai precisar de conhecer mais pormenores caso queira comprar, trespassar ou arrendar um imóvel. Neste artigo saiba o que é, o que lhe diz o CE e como pode obter.

O que é um Certificado Energético?

O Certificado Energético é um documento obrigatório desde o final de 2013, que avalia a eficiência energética de um imóvel e que varia na classificação entre A+ (o melhor desempenho energético, que significa maior poupança energética) e F (o pior desempenho energético).

No CE, para além da classificação final, vai encontrar os dados da habitação que são importantes para a classificação, como a localização, ano de construção, tipo e área de habitação, materiais isolantes ou outros dados, bem como, de forma mais detalhada, informações sobre o consumo energético de climatização e águas quentes sanitárias.

Vai também ter recomendações muito úteis caso queria reduzir o consumo e melhorar a classificação energética do seu imóvel, que podem passar pela melhoria dos vidros, da própria caixilharia, pelo reforço do isolamento, pela instalação de painéis solares ou sistemas de aquecimento/arrefecimento, entre mais. Com estas dicas sabe exatamente o que fazer para uma melhor classificação energética.

Exemplo de Certificação Energética

O Certificado Energético tem 10 anos de validade, no caso dos edifícios de habitação e pequenos edifícios de comércio e serviços. Estes certificados só podem ser atribuídos por técnicos certificados pela ADENE (Agência para a Energia).

É possível ter isenção do pagamento do Certificado Energético? Sim. Para tal, o documento original tem de estar dentro da validade, terem sido implementadas recomendações de melhoria de eficiência energética e, com essas melhorias, a habitação ter atingido pelo menos a classificação B-.

Saiba também que um edifício novo tem de ter classificação energética mínima C.

Como pode obter o seu Certificado Energético?

Para encontrar peritos certificados deve procurar no site da ADENE. Depois pode pedir o seu orçamento e, quando decidir avançar, formalizar a adjudicação.

Para além dos valores dos peritos, que atualmente variam bastante e situam-se entre os 150€ e os 300€ por imóvel, tem também taxas de emissão, essas sim tabeladas entre os 28€ e os 65€ para habitação própria, conforme tipologia, e entre os 135€ e os 950€ para espaços de comércio e serviços, conforme a área interior útil.

Aquando da emissão do Certificado Energético deve ter consigo: Certidão do registo na Conservatória, Caderneta Predial Urbana, Cartão de Cidadão do Proprietário, projeto de Arquitetura ou plantas do imóvel e ficha técnica de habitação (ou especificações técnicas dos materiais utilizados).

Por norma, o processo é muito rápido e em 2 a 3 dias tem o seu Certificado Energético.

Alertamos que colocar um imóvel para venda, trespasse ou arrendamento sem CE dá lugar a uma multa que pode ir de 250€ a 3.740€ para particulares, e de 2.500€ a 44.890€ para empresas.

Caso coloque o seu imóvel nas nossas mãos, temos empresas parceiras de Certificação Energética e podemos tratar de todo o processo por si!